Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
PREFEITURA MUNICIPAL DE PACAEMBU
PREFEITURA MUNICIPAL DE PACAEMBU
História do Município

História

A partir do avanço da Companhia Paulista de Estrada de Ferro rumo ao rio Paraná, por volta de 1925, foram plantadas lavouras que atraíram um maior número de agrupamentos humanos para o Oeste Paulista. Em conseqüência, foram surgindo núcleos urbanos, como os povoados de Sumatra, Iracema, Vila Pires, Guaraniúva, Esplanada, Marajoara e Jardim Marajoara, próximos entre si. Sumatra, o mais antigo, foi fundado pelos irmãos Senise; Iracema pelos irmãos Cavicchioli, enquanto que Guaraniuva teve como fundador Oswaldo Flácio Teixeira. Este apresentava a maior concentração de habitantes e maior índice de progresso, sendo elevado a Distrito de Paz, pertencente ao Município de Lucélia, em novembro de 1944. 

Com isto surgiu uma competição de progresso e desenvolvimento entre a sede e a povoação de Esplanada, cujo proprietário, a firma Teixeira, Souza e Pereira, loteou em quadras. Seu progresso foi tão rápido que ultrapassou o desenvolvimento da sede do Distrito. 

Em 1948, levando-se em consideração que as duas povoações, Guaraniuva e Esplanada, estavam próximas e interligadas, o Governo Estadual elevou-as a Município e seu nome foi mudado para Pacaembú, de origem indígena ?paca-yembú?- que significa arroio das pacas.

A Companhia Paulista de Estrada de Ferro atingiu a região na década de 1940. Tendo os imigrantes Poloneses Japoneses e Italianos como seus principais colonizadores, Pacaembu surgiu da união de quatro povoados, Esplanada, Guaraniúva, Sumatra e Alto Iracema. As principais famílias italianas fundadoras do município foram a Família Senise e a Família Cavicchioli.

Recebeu o título de município em 2 de abril de 1949.

Pacaembu tem como padroeira Nossa Senhora das Graças.

Reza a lenda que o nome de Pacaembu surgiu em uma discussão entre os representantes de cada um dos povoados da cidade na escolha do nome do município. Um deputado que intermediava a conversa e tinha acabado de assistir um jogo do Corinthians no Pacaembu falou que a gritaria e a bagunça estavam mais alta que a torcida corintiana no estádio. Os representantes gostaram do nome e resolveram adotar como o nome do município mais querido do Brasil. Há quem diz também que na região existia muitos animais chamados de Paca e também havia uma fruta chamada Embú, da união dos nomes surgiu Pacaembu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 339,722 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: 12.934

·         Urbana: 9.745

·         Rural: 3.189

·         Homens: 7.450

·         Mulheres: 5.484

Densidade demográfica (hab./km²): 36,85

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,15

Expectativa de vida (anos): 70,04

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,31

Taxa de alfabetização: 86,35%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,763

·         IDH-M Renda: 0,687

·         IDH-M Longevidade: 0,751

·         IDH-M Educação: 0,852

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

·         Rio Aguapeí

·         Rio do Peixe

Rodovias[editar | editar código-fonte]

·         SP-294

Educação[editar | editar código-fonte]

Há em Pacaembu, atualmente, quatro escolas:

·         EE Profº Joel Aguiar (Ensino fundamental e Ensino Médio)

·         EMEF Manoel Texeira Júnior (Ensino Fundamental)

·         EMEI Dr. José Francisco Ferreira (Educação pré-primária)

·         COPAC (Ensino Fundamental e Ensino Médio) (Escola Particular)

Administração[editar | editar código-fonte]

·         Prefeito(a): Maciel do Carmo Colpas (2017/2020)

·         Vice-prefeito(a): Adão Aparecido Viscardi

Site da Prefeitura Municipal de Pacaembu SP: http://www.pacaembu.sp.gov.br/

·         Presidente da câmara: José Messias Fagundes de Almeida (2017/2018)

Site da Câmara Municipal de Pacaembu SP: http://www.camarapacaembu.sp.gov.br/